quinta-feira, 7 de julho de 2011

ONDE ESTÁS?


Onde estás?
Porque te procuro desesperada
Grito, mas não sai nada
 De minha boca que já anda amarga
Pois teus beijos já não têm mais.

Onde estás?
Porque te procuro como louca
Entre campos e cidades
Enraivecida pela maldade
Do destino frio e cruel
Que arrancou você de mim
Deixando-me triste de saudade.

Viver já não quero mais
Deixar tudo e todos sou capaz
Assim, te buscando na eternidade
Sei que encontrarei a paz.
1998

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como boneca de louça

Olho todos a minha volta nada sabem do meu ser e o que mais me revolta é que fingem não me ver. Busco falar com as portas com as jan...