domingo, 4 de março de 2012

CAMINHADA




Todos os dias
antes que o sol apareça
e resplandeça
passo pelas mesmas ruas
vejo as mesmas pessoas.
E, aquele barquinho sempre lá
solitário, deixando-se balançar
pelas ondas do mar...
Enquanto o sol não aparece
as nuvens ameaçam
ser um dia feio, cinzento e triste.
O vento forte agita as ondas
meus cabelos...meu coração...
Mas, de repente surge
magníficos e exuberantes raios
lutando por entre as nuvens
a fim de aparecer.
Então, o vento ajuda
soprando pra longe as nuvens
deixando o majestoso sol refletir
sobre o mar e sobre nossas vida
convidando-nos a novamente sorrir.
11/05/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como boneca de louça

Olho todos a minha volta nada sabem do meu ser e o que mais me revolta é que fingem não me ver. Busco falar com as portas com as jan...