Pular para o conteúdo principal

LAMÚRIAS...

É com aquele nó na garganta, língua travada e dentes cerrados, 
que minha cabeça parece esfumaçar num turbilhão de pensamentos.
Perguntas e mais perguntas vão surgindo no alvoroço e inquietude
que se compra-diz em mim.
Os porquês parecem rasgar minha pele aos poucos
e sangrar com respostas vazias...
A ritimia tira minha completa inércia, diante tamanha circunstância;
parece sufocar-me, não sei até quando suportarei, 
sei apenas que suportar é preciso, já.
Preciso manter-me sóbria de lamúrias, sóbria de insultos,
de palavras amargas e cheias de dessabores,
para que eu possa manter-me viva e deixar viver os que precisam de mim.
Minha alma dói nesse momento e o aperto em meu peito é tamanho,
porque escondido por trás de meu sorriso e alegrias do dia, 
estão meus tormentos e prantos noturnos.
As lágrimas são necessárias agora, parecem aliviar minhas dores e feridas,
 antes que um novo dia comece e minha vida recomece.
ELOISIA SERAFIM  03/01/2012

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ABANDONO

Aqueles dias para mim
foram somente de tortura
vagando pelas ruas
totalmente imatura.

Não havia ninguém
que pudesse me apoiar
só havia, porém
o mar, o sol a me confortar.

Lamentava meu destino
triste a soluçar
conversava com o vento
para aliviar meu penar.

Não tinha ninguém na vida
eu era um cão sem dono
hoje dou graças a Deus
ter superado o abandono.

Sorriso de Criança

Deus ao criar o mundo
e tudo que nele há
criou o homem e a mulher
deixando um vazio no ar.

Faltando a doce inocência
em forma de arcanjo
simplicidade de uma hortênsia
pureza de um anjo.

Criou, então, a criança
de rosto doce e risonho
ao mundo uma esperança
à maldade, um escudo
se não fosse
o sorriso de criança
não haveria alegria nesse mundo.

Eloisia Serafim Bezerra

Pintor Pino Daeni

Os sentimentos norteiam nossa vida e a sensibilidade norteia Sentimentos.Alvaro Granha Loregian