quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Busca inconcebida


Na tentativa de fugir
do meu eu-poético subjetivo
cai na rede da ilusão
de que, querer-te, eu queria.

Em armadilhas de sonhos
então, presa me vi.
Fatal foi minha batalha
de tanto mostrar-me, me despi.

Despi-me de alma,
de corpo e espírito.
com tal transparência
que nem mais fui percebida,
consequencia de uma busca
inconcebida.

Eloisia Serafim

Como boneca de louça

Olho todos a minha volta nada sabem do meu ser e o que mais me revolta é que fingem não me ver. Busco falar com as portas com as jan...