quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

NATUREZA: TERRA-MÃE



Sentir essa brisa morna
Numa tarde ensolarada
É um dos poucos momentos
 Em que não me sinto desolada.
A natureza de onde vim
E por ela fui criada
Aos poucos vou retribuir
Do muito que a mim foi dada.
Mas, eu percebo
Aqui, ali, em qualquer lugar
Porque ela é natureza-vida
Podemos sentir por onde passar.
Nessa natureza nasci
Cresci e fui criada
É pra ela que voltarei
Natureza-terra- mãe amada.

09/09/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como boneca de louça

Olho todos a minha volta nada sabem do meu ser e o que mais me revolta é que fingem não me ver. Busco falar com as portas com as jan...