Pular para o conteúdo principal

MÍSTICO



Pássaro quer voa em céus limpos, onde a natureza é branda e inocente ao mundo do ser humano.
Pássaro azul límpido e majestoso segues ao longo do teu destino, para um lugar desconhecido, onde ninguém possa te ver.. foges para o mundo cheio de esperança, onde não há dor, nem a desgraça dos homens.
Ser perfeito, te vejo em todas as minhas manhãs e ao anoitecer do dia.
Teu silencio diz-me que onde vás, é um lugar melhor.
Apareces até nos meus sonhos, irei contigo quando for preciso.
Em pleno crepúsculo, chamando-me estavas, e eu te seguia.. seguia todos os seus movimentos, cada um de seus rodopios, e meu sorriso refletia no céu, este brilhava.
No caminho haviam rosas, e eu as tocava , e mesmo se sentisse seus espinhos, eles não me machucavam, precioso pássaro me protegia de todo o mal que passava por mim.
A trajetória era cansativa, e ilustrativa.
Em seguida vi crianças brincando e pensei – Será que isso é ser feliz? Sem nenhum problema que o mundo poderia trazer ou obstáculo que me faria desistir?
Eu estava chegando ao verde, lugar pelo qual nunca tinha ouvido falar ou estado.
O pássaro azulado sorria pra mim.
Quando passei havia uma pequena praça.. e um homem e uma mulher. - Eles discutiam, pra ser exata brigavam.
Tolice...
Na hora me passou pela cabeça o quanto eu era sortuda, de poder ir a um lugar, esplêndido e os outros iriam ficar pra trás,
Lugar onde não haveriam intrigas, e que viver seria a nossa única obrigação.
O caminhos estava estreito e eu escutava o barulho d'água.
Tirei do meu rosto o verde das plantas que me cercavam.
Havia um rio, tão azul quando o mágico pássaro. Ele pousou numa rocha bem no meio do rio, e me dizia pra eu ir até ele.
Eu dava as primeiras passadas e a água já cobriam meus pés.
Eu começava a ter medo, a água estava gelada, o ar estava frio, mesmo assim eu continuava.
O pássaro me dizia para não temer, pois ele estava comigo e iria me proteger.
Eu chorava, mais tinha coragem para seguir em frente.
A água já cobria meus olhos, e não conseguia mais voltar pra cima.
O pássaro entrava no imenso rio e brilhava, e tinha agora a certeza de que ele era mágico.. ele me dizia que havia conseguido então.
Trasformava-se em um ser do qual eu não fazia idéia de qual era.
Mais me deu a mão, enquanto eu me afogava no infinito.estávamos apenas eu e ele ali parados.
Eu não conseguia mais respirar, mas me mantinha como estava.
Fechei meus olhos e tive meu último pensamento:
     irei para um outro lugar, lugar maravilhoso, e neste aqui constatava meu último registro: Meu Adeus!
Autora: Priscila Serafim
















Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ABANDONO

Aqueles dias para mim
foram somente de tortura
vagando pelas ruas
totalmente imatura.

Não havia ninguém
que pudesse me apoiar
só havia, porém
o mar, o sol a me confortar.

Lamentava meu destino
triste a soluçar
conversava com o vento
para aliviar meu penar.

Não tinha ninguém na vida
eu era um cão sem dono
hoje dou graças a Deus
ter superado o abandono.

Sorriso de Criança

Deus ao criar o mundo
e tudo que nele há
criou o homem e a mulher
deixando um vazio no ar.

Faltando a doce inocência
em forma de arcanjo
simplicidade de uma hortênsia
pureza de um anjo.

Criou, então, a criança
de rosto doce e risonho
ao mundo uma esperança
à maldade, um escudo
se não fosse
o sorriso de criança
não haveria alegria nesse mundo.

Eloisia Serafim Bezerra

Pintor Pino Daeni

Os sentimentos norteiam nossa vida e a sensibilidade norteia Sentimentos.Alvaro Granha Loregian