quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

SILÊNCIO NA ESCURIDÃO

Quando meu corpo dorme
acorda com vontade meu coração
as vezes meu corpo quase não suporta
a forte e frequente palpitação.

Cada minuto fica mais forte
ao surgir monstros e vultos
parece que até a morte
parece rondar meus pensamentos.

A escuridão é tão longa
que os flashes dos pensamentos
parecem não ter fim
até o dia raiar enfim.

24/07/10

MAR DE ILUSÕES

MAR DE ILUSÕES

Neste infindo
mar das ilusões
É possível encontrar
sorrisos e lamentações.

Ambas se cruzam
entre ondas torturantes
dos pensamentos ilusórios
de hoje e de antes.

As ondas das incertezas
que vão e vem na vida
fazendo na vida proezas
de esperança e lida.

Que se tente e sustente
com labor e penar
para um dia essa mente
possa enfim da solidão se libertar.

23/07/10

VIOLÊNCIA

VIOLÊNCIA


Estou cercada de muros.
Grades. Grilhões.
A violência assusta...
Liberdade não temos mais
as cidades estão caóticas
as pessoas estão neuróticas.
Drogas nas mãos, são doces
de crianças e adolescentes,
que tão cedo deixam de ser inocentes.
Pois a hipocrisia e a pobreza
não os deixa ver
o que há de riqueza
dentro de cada ser.

2000

O AMOR


AMOR

O amor é como a brisa da manhã
vem de mansinho encher de paz
e bem-estar os corações
bem-aventurados de bondade, porque:
Só o amor constrói
Só o amor abençoa
Só o amor perdoa
Só o amor enche nossa alma
de paz e riqueza espiritual.



Como boneca de louça

Olho todos a minha volta nada sabem do meu ser e o que mais me revolta é que fingem não me ver. Busco falar com as portas com as jan...