Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 7, 2010

COMO BONECA DE LOUÇA

Olho todos a minha volta
nada sabem do meu ser
e o que mais me revolta
é que fingem não me ver.

Busco falar com as portas
com as janelas talvez
mas não escuto respostas
uma única só vez.

Por isso desabafo
fazendo alguns rabiscos
pra a solidão amansar
choro, escrevo e me arrisco.

Quem sabe eu encontre alguém
e um dia este me ouça
e eu deixe de ser como outrora
uma boneca de louça.

SAUDADE II

Saudade palavra triste
quando não se pode esquecer
alguém que na lembrança insiste
no coração permanecer.
Bem que disseram-me
que vale apenas por amor sofrer
e um dia chorar de saudade
até quem sabe de amor morrer.
E na realidade
não ter nada pra relembrar
e o peito sofrido de saudade
do que não pode alcançar