terça-feira, 7 de dezembro de 2010

COMO BONECA DE LOUÇA

Olho todos a minha volta
nada sabem do meu ser
e o que mais me revolta
é que fingem não me ver.

Busco falar com as portas
com as janelas talvez
mas não escuto respostas
uma única só vez.

Por isso desabafo
fazendo alguns rabiscos
pra a solidão amansar
choro, escrevo e me arrisco.

Quem sabe eu encontre alguém
e um dia este me ouça
e eu deixe de ser como outrora
uma boneca de louça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como boneca de louça

Olho todos a minha volta nada sabem do meu ser e o que mais me revolta é que fingem não me ver. Busco falar com as portas com as jan...